Santa Francisca Xavier Cabrini

           



Resumo da vida:

 A italiana Francisca Xavier Cabrini, fundadora do Instituto das Missionárias do Sagrado Coração de Jesus chegou à Nova York em 31 de março de 1889.
           
 Queria muito “distribuir as doces delícias do Sagrado Coração de Jesus”entre os irmãos da China, dos quais se penalizava por não conhecerem a fonte de tão infinito bem.
            
Mas o Papa Leão XIII lhe disse: Não ao Oriente, mas ao Ocidente. Inúmeros imigrantes chegam ao novo continente, suas dificuldades são enormes, mas a que mais preocupa o Papa é a falta de assistência religiosa em momentos tão difíceis, longe da pátria e da família. A Igreja precisa do trabalho das missionárias do Sagrado Coração de Jesus nas Américas!
            
Abraçando a ordem do Pontífice, Madre Cabrini aportou em Nova York no final do século XIX, em total desprendimento de si mesma, de suas capacidades tão grandes, de seus ideais, focando toda a sua atenção nos desejos do Sagrado Coração de Jesus, repleto das dores sentidas pelas imensas necessidades observadas nos imigrantes que chegavam cheios de sonhos naquele país considerado terra de promissão.
            
Diante das inúmeras necessidades, desempenhava inúmeros papeis, como enfermeira, mãe, professora, se transformava no instrumento que o Sagrado Coração de Jesus precisasse para acudir os seus queridos. Seu exemplo confirmava as irmãs do Instituto, que à semelhança da Madre desenvolviam as suas potencialidades e se tornavam também instrumentos precisos e abeis nas mãos de Deus.
            
Desta maneira, sob o patrocínio da Providência Divina o início do século XX viu surgir inúmeros hospitais, creches, escolas desde a América do Norte até a Argentina, além de várias  outras casas também na Europa, sob a batuta da Madre Cabrini.
            
Em 1909 tornou-se cidadã americana. Quando faleceu, em  22 de dezembro de 1917, com a idade de 67, 67 missões do Instituto haviam sido estabelecidas, em cidades dos Estados Unidos, Itália, França, Inglaterra, Espanha, Brasil, Argentina e Nicarágua
       
Os católicos americanos trabalharam com eficiência e sua beatificação aconteceu em 13 de novembro de 1938, sob o pontificado de Pio XI, e em 07 de julho de 1946 acontecia na Basílica de São Pedro, em Roma, a canonização da primeira santa americana, sob o pontificado de Pio XII que, durante o Ano Santo de 1950 a proclamou Padroeira dos Imigrantes.


 Ricos detalhes sobre a vida da Santa:

Nenhum comentário:

Postar um comentário