domingo, 2 de agosto de 2015

O Pão da Vida


 E, reparando a multidão que nem Jesus nem os seus discípulos estavam ali, entrou nas barcas e foi até Cafarnaum à sua procura.

Encontrando-o na outra margem do lago, perguntaram-lhe: “Mestre, quando chegaste aqui?”
 Respondeu-lhes Jesus: “Em verdade, em verdade vos digo: buscais-me, não porque vistes os milagres, mas porque comestes dos pães e ficastes fartos.
 Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que dura até a vida eterna, que o Filho do Homem vos dará. Pois nele Deus Pai imprimiu o seu sinal”.

 Perguntaram-lhe: “Que faremos para praticar as obras de Deus?”
 Respondeu-lhes Jesus: “A obra de Deus é esta: que creiais naquele que ele enviou”.

 Perguntaram eles: “Que milagre fazes tu, para que o vejamos e creiamos em ti? Qual é a tua obra?
 Nossos pais comeram o maná no deserto, segundo o que está escrito: ‘Deu-lhes de comer o pão vindo do céu’”.
Jesus respondeu-lhes: “Em verdade, em verdade vos digo: Moisés não vos deu o pão do céu, mas o meu Pai é quem vos dá o verdadeiro pão do céu; porque o pão de Deus é o pão que desce do céu e dá vida ao mundo”.

 Disseram-lhe: “Senhor, dá-nos sempre deste pão!”
 Jesus replicou: “Eu sou o pão da vida: aquele que vem a mim não terá fome, e aquele que crê em mim jamais terá sede”. (João 6,24-35)

quinta-feira, 23 de julho de 2015

8- As almas fervorosas se elevarão em pouco tempo, a uma alta perfeição.



As 12 promessas de Nosso Senhor Jesus Cristo aos devotos de Seu Sacratíssimo Coração, feitas à Santa Margarida Maria Alacoque e base onde está sustentada toda a espiritualidade de Lola, a Serva de Deus Floripes Dornelas de Jesus.


1- Eu darei aos devotos do meu Sagrado Coração todas as graças necessárias ao seu estado.

2- Trarei e conservarei a paz em suas famílias

3- Eu os consolarei em todas as suas aflições.

4- Serei seu refúgio seguro durante a vida e, sobretudo, na hora da morte.

5- Derramarei copiosas bênçãos sobre todas as suas empresas.

6- Os pecadores acharão em meu Coração a fonte e o oceano infinito da misericórdia.

7- As almas tíbias se tornarão fervorosas.

8- As almas fervorosas se elevarão em pouco tempo, a uma alta perfeição.

9- Abençoarei as casas em que se achar exposta e venerada a imagem do meu Sagrado Coração.

10-Darei aos sacerdotes o dom de tocar os corações mais endurecidos.

11- As pessoas que propagarem esta devoção terão seus nomes escritos para sempre no Meu Coração.

12- O amor todo poderoso do Meus Coração concederá a todos os que por nove meses seguidos comungarem na primeira sexta-feira  a graça  da perseverança final e da salvação eterna.

Sobre a  Lola, a Serva de Deus Floripes Dornelas de Jesus

Devoção ao Sagrado Coração de Jesus segundo a Serva de Deus Floripes Dornelas de Jesus, a Lola.
Livreto para download .



quarta-feira, 22 de julho de 2015

Santa Maria Madalena


Neste ano de 2015, a Igreja celebra a festa de Santa Maria Madalena, dia 22 de julho,  com a divulgação da imagem da santa obtida  a partir dos seus restos mortais, realizada pelo talento humano usando a tecnologia da nossa época.

Sempre, sempre, na história da Igreja o talento humano foi usado para retratar e divulgar o mesmo, e sempre atualíssimo, Evangelho.

"No primeiro dia que se seguia ao sábado, Maria Madalena foi ao sepulcro, de manhã cedo, quando ainda estava escuro. Viu a pedra removida do sepulcro.Correu e foi dizer a Simão Pedro e ao outro discípulo a quem Jesus amava: "Tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde o puseram!”

 Entretanto, Maria se conservava do lado de fora perto do sepulcro e chorava. Chorando, inclinou-se para olhar dentro do sepulcro.
 Viu dois anjos vestidos de branco, sentados onde estivera o corpo de Jesus, um à cabeceira e outro aos pés.
 Eles lhe perguntaram: "Mulher, por que choras?" Ela respondeu: "Porque levaram o meu Senhor, e não sei onde o puseram".
 Ditas estas palavras, voltou-se para trás e viu Jesus em pé, mas não o reconheceu.

Perguntou-lhe Jesus: "Mulher, por que choras? Quem procuras?" Supondo ela que fosse o jardineiro, respondeu: "Senhor, se tu o tiraste, dize-me onde o puseste e eu o irei buscar".
Disse-lhe Jesus: "Maria!" Voltando-se ela, exclamou em hebraico: "Rabôni!" (que quer dizer Mestre).
 Disse-lhe Jesus: "Não me retenhas, porque ainda não subi a meu Pai, mas vai a meus irmãos e dize-lhes: ‘Subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus".

 Maria Madalena correu para anunciar aos discípulos que ela tinha visto o Senhor e contou o que ele lhe tinha falado. "(João 20,1-2.11-18)



 Maria Madalena encontra Jesus ressuscitado,  por Fra Angelico no século XV

 Como está no site www.olhardireto.com.br

domingo, 19 de julho de 2015

7 - As almas tíbias se tornarão fervorosas.


As 12 promessas de Nosso Senhor Jesus Cristo aos devotos de Seu Sacratíssimo Coração, feitas à Santa Margarida Maria Alacoque e base onde está sustentada toda a espiritualidade de Lola, a Serva de Deus Floripes Dornelas de Jesus.




“Passei nesse mar tempestuoso quase vinte anos, ora caindo ora levantando. Mas levantava-me mal, pois tornava a cair. 

Tinha tão pouca perfeição que, por assim dizer, nenhuma conta fazia de pecados veniais. Se temia os mortais não era a ponto de me afastar dos perigos. 

Sei dizer que é uma das vidas mais penosas que se possa imaginar. Nem me alegrava em Deus, nem achava felicidade no mundo. 

Em meio aos contentamentos mundanos, a lembrança do que devia a Deus me atormentava. 
Quando estava com Deus, perturbavam-me as afeições do mundo.

Com o auxílio da graça, é possível sair da tibieza e passarmos da condição de frios e temerosos a fervorosos no Espírito!"

– Santa Tereza de Ávila, no Livro da Vida –


1- Eu darei aos devotos do meu Sagrado Coração todas as graças necessárias ao seu estado.

2- Trarei e conservarei a paz em suas famílias

3- Eu os consolarei em todas as suas aflições.

4- Serei seu refúgio seguro durante a vida e, sobretudo, na hora da morte.

5- Derramarei copiosas bênçãos sobre todas as suas empresas.

6- Os pecadores acharão em meu Coração a fonte e o oceano infinito da misericórdia.

7- As almas tíbias se tornarão fervorosas.

8- As almas fervorosas se elevarão em pouco tempo, a uma alta perfeição.

9- Abençoarei as casas em que se achar exposta e venerada a imagem do meu Sagrado Coração.

10-Darei aos sacerdotes o dom de tocar os corações mais endurecidos.

11- As pessoas que propagarem esta devoção terão seus nomes escritos para sempre no Meu Coração.

12- O amor todo poderoso do Meus Coração concederá a todos os que por nove meses seguidos comungarem na primeira sexta-feira  a graça  da perseverança final e da salvação eterna.

Sobre a  Lola, a Serva de Deus Floripes Dornelas de Jesus

Devoção ao Sagrado Coração de Jesus segundo a Serva de Deus Floripes Dornelas de Jesus, a Lola.
Livreto para download .

quinta-feira, 16 de julho de 2015

O Escapulário de Nossa Senhora do Carmo



 Felizes somos, os guardados pelo escapulário, sinal que marca quem é alvo do cuidado e carinho da Mãe de Deus.


A devoção à Nossa Senhora do Carmo vem desde o século XII, quando um grupo de eremitas  se instalou  no Monte Carmelo, na Palestina, para viver uma vida .de simplicidade e pobreza. Eram chamados de carmelitas. Viviam sob a inspiração da vida do profeta Elias, ali se refugiara.  Dedicaram sua capela à Nossa Senhora do Carmo, ou do Carmelo. Dalí os carmelitas se espalharam para  todo o planeta.

Em 16 de julho de 1251, os carmelitas sofriam grandes perseguições.  São Simão Stock, em Cambridge, na Inglaterra, pediu à Nossa Senhora um sinal de proteção que fosse visível a seus inimigos. 

Nossa Senhora deu-lhe então, o escapulário dizendo: “Recebe, filho amado, este escapulário. Ele é sinal de salvação, defesa nos perigos, aliança de paz e pacto  eterno. Todo o que com ele morrer, não padecerá a perdição no fogo eterno.

Ainda hoje os devotos de Nossa Senhora do Carmo usam o escapulário, que deve ser imposto por um sacerdote. 

Na última aparição de Fátima Nossa Senhora apareceu como Nossa Senhora do Carmo, tendo um escapulário na mão. Segundo disse a  pastorinha Lúcia, em 1950, “Nossa Senhora quer que todos usem o escapulário”.

domingo, 12 de julho de 2015

Romaria à Aparecidinha, julho de 2015




É possível notar-se como uma gota d'água no meio do imenso oceano, e ao mesmo tempo gozar de preciosa  sensação de singularidade, na plenitude da própria  identidade.  

Tal mistura de sentimentos  é observada  numa romaria à Aparecidinha, que em Sorocaba acontece há mais de  100 anos, duas vezes em cada um. A primeira no segundo domingo de julho, que leva a pequenina imagem e Nossa Senhora Aparecida para seu santuário distante cerca de 16 Km,  e a segunda no primeiro raiar do sol do ano, quando a imagem volta para seu nicho na Catedral da cidade.

 Tal sentimento aparece ao se ver no meio de dezenas de milhares de pessoas, de todas as idades e dos mais variados perfis, unidas pela mesma vontade de se sentir filho, ou filha, de Maria Santíssima, a mãe de Jesus, o homem-Deus. Ele, que devido à perfeição divina, é o mais amoroso dos filhos, com toda certeza possui um amor filial exemplar por aquela que foi instrumento da sua humanidade. Por meio dela tornou-se humano, irmão de todos de nossa espécie. Tal  carinho, a ela e aos seres humanos, foi expresso  em duas de suas últimas frases antes de ser crucificado: apontando João, o menor dos seus apóstolos, e que representava a humanidade, disse:  – Filho, eis aí a sua Mãe. E à ela: –Mãe, eis aí o seu filho. A partir desse momento todos os humanos podem chamar de Mãe, à Mãe de Deus feito humano. E os católicos do mundo inteiro tiram proveito de tal fato.

Por isso, é deliciosa a sensação da irmandade que une os devotos de “Nossa Senhora”, a mãe do Todo-poderoso, que se torna incapaz de negar um pedido seu. Num evento como tal romaria, semelhante a milhares que acontecem em todo o planeta, não  se observa nenhuma disputa, nenhuma rivalidade, nenhum tipo de contenda. Todos se sentem seguros e acalentados como filhos pequenos ao redor de uma mãe amorosa. 

Talvez seja por isso que a cada ano o número de participantes parece ser maior, e grandes avenidas de Sorocaba se mostrem inundadas  por um  mar de pessoas felizes. 


Depois de horas de caminhada,  em espírito de alegre recolhimento e espalhando milhares de Ave-Marias, a volta nos ônibus lotados é uma verdadeira confraternização de pessoas da mesma fé. Agora riem e comentam como são felizes, como é necessária a fé em tempo tão difícil, como é preciso rezar e pedir ajuda de Deus por meio de Nossa Senhora, que é mãe. Com certeza, ela  usará o poder que lhe foi dado, de enternecer o coração de Deus, para defender e proteger os seus filhos.  Consideram que a própria romaria  seja um sinal deste fato. Todos comentam como saem dela mais fortalecidos,  restaurados em suas  dores, alimentados e refeitos na atmosfera leve de um ambiente  sagrado, numa verdadeira irmandade de filhos da mesma Mãe.
































sábado, 11 de julho de 2015

11 de julho, dia de São Bento


 Nos livramos do mal buscando a Sabedoria. Porque a Sabedoria é a própria luz de Deus, que dissipa toda treva e faz ver a realidade, na  alegria do vigor da Verdade edificada pelo Amor. 


 Meu filho, se aceitares as minhas palavras, e guardares contigo os meus mandamentos, prestando atenção à sabedoria e inclinando o teu coração ao conhecimento da prudência; 

se suplicares a inteligência e pedires em voz alta a prudência; se andares à sua procura como ao dinheiro, e te lançares no seu encalço como a um tesouro; então compreenderás o temor do Senhor, e alcançarás o conhecimento de Deus. 

Porque é o Senhor quem dá a sabedoria, de sua boca procedem a ciência e o discernimento. Ele reserva o êxito aos retos. 

É um escudo para quem caminha com integridade, protege aquele que segue as veredas da justiça e guarda o caminho dos seus fiéis. 

Então conhecerás a justiça e o direito, a equidade e todo bom caminho.  - Provérbios 2, 1-9 -