quinta-feira, 30 de junho de 2011

Dia duplo do Sagrado Coração de Jesus

                        Primeiro de julho é primeira sexta-feira, e também
                     dia do Sagrado Coração de Jesus que é comemorado
                     na segunda sexta-feira depois de Corpus Christi.
                    Temos portanto um dia duplamente consagrado ao 
                     Sagrado Coração de Jesus.
                     Aproveitemos para sentir em dobro sua 
                    Presença Divina, na qual nenhum mal prevalece, 
                     nem em nós, nem onde estivermos


Capela do Santíssimo da Catedral de Sorocaba  


                                       Oração para o nosso tempo

                        Extraída do livro: Hora Santa,
                                      Autor: Pe. Mateu Crawley- Boevey SS.CC.
                                Edição de  Lola, Floripes Dornelas de Jesus (Serva de Deus)

           
         Em presença, ó Jesus, de vossa Mãe Imaculada, e dos Anjos que Vos 
adoram no Santíssimo Sacramento, à face do Céu e da terra ingrata 
                 e revoltada... nós Vos reconhecemos ó Jesus, como único Soberano e Senhor,
 única fonte de autoridade, de virtude e de beleza...
           
Portanto, prostrados em espírito de reparação social, proclamamos:
             
Não reconhecemos ordem social sem Deus e contra Deus; 
a base da ordem social sois Vós, ó Jesus!
           
Não reconhecemos as leis de um progresso qualquer 
sem Deus e contra Deus
A lei do verdadeiro progresso é a vossa ó Jesus!
           
Não reconhecemos as utopias de uma civilização sem Deus 
e contra Deus
O princípio da civilização é o vosso Evangelho, ó Jesus!
           
Não reconhecemos justiça sem Deus e contra Deus
A Justiça Integral sois Vós, ó Jesus!
           
Não reconhecemos fraternidade sem Deus 
e contra Deus. A única fraternidade é a vossa, ó Jesus!
           
Não reconhecemos verdade sem Deus e contra Deus
A Verdade substancial sois Vós, ó Jesus!
           
Não reconhecemos amor sem Deus e contra Deus.
 O Amor incriado sois Vós ó Jesus!
                       
            Senhor, só Vós sois bom, só Vós sois Rei, levantai-Vos, 
dominai a tempestade, restaurai a vossa Soberania desprezada. 
Levantai-Vos em toda a potência do Vosso Coração; 
e reinai pela divina sabedoria da vossa cruz.


Serva de Deus Floripes Dornelas de Jesus, rogai por nós!



Mais posts sobre Lola, a Serva de Deus, Floripes Dornelas de Jesus:
Breve história de sua vida:
Santidade anunciada e publicada desde 1955:
Oração pela beatificação:
Vídeo de Programa da Rede Vida de Televisão com entrevista dos sacerdotes e médicos testemunhando a santidade de Lola:

Lola, Serva de Deus Floripes, vídeo do Youtube

Uma página sobre a Lola:
O povo festejando a memória de Lola:
Feriado municipal pelo "Dia da Lola"
Rua com nome de Lola
Problemas políticos atingindo a religião:
Conexões entre ativismo político e a religiosidade;
Beatificações, alegrias e dores
Artigo de Roberto Nogueira, autor do livro: O Sagrado Coração da Lola, a Santa de Rio Pomba:
Trabalho de leigos pela preservação dos valores espirituais, pelo uso do patrimônio material deixado por Lola de acordo com sua vida, seus valores  e espiritualidade: 

Mais uma tentativa de golpe à memória da Lola:

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Festa do aniversário natalício da Lola em Mercês


        Pelo sétimo ano consecutivo a senhora Marina Faria Brandão e seus familiares, proprietários da fazenda em que está o local no qual nasceu a Serva de Deus Floripes Dornelas de Jesus, promovem uma celebração para agradecer a Deus  o nascimento da Lola e a graça dela ter vivido tanto tempo na nossa região.

        
Há sete anos ela edificou ali uma capelinha ao Sagrado Coração de Jesus.
        
Todas as sextas-feiras as pessoas que moram nas redondezas se reúnem ali para rezarem o terço e pedir a intercessão da Lola ao Sagrado Coração de Jesus.
        
E todo 27 de junho, aniversário natalício da Lola, Dona Marina promove uma verdadeira festa.
        
Estas fotos são do ano 2008. Foi a primeira vez que tivemos a presença do próprio Jesus no Santíssimo Sacramento, levado por ministros extraordinários da Comunhão Eucarística e da palavra.
        
Tivemos também a presença de nosso conterrâneo Fábio Coelho Gomes que apresentou o lindo Hino à “Santa Lola”, composto por ele e que tem sido muito elogiado por todos que o ouvem

Ao final da celebração meninos moradores do local fizeram uma linda encenação da coroação do Rei Jesus com oferecimento de flores e de seus próprios corações. Tudo como a Lola tanto gostava.
                 
Como já se tornou costume, ao final sempre canta-se parabéns para Lola que recebe a homenagem onde vive, na Glória de Deus.  A data é festejada com delicioso bolo, refrigerante e deliciosos docinhos oferecidos pelos anfitriões a todos os presentes. Na sequência,os homens se reúnem para cantar e tocar modas de viola, com  o especial talento do senhor  Luiz   Vidal que vem todos os anos de Brasília com sua esposa Sra. Maria  da Conceição Reis Sá Vidal e sua cunhada  Sra. Marina Reis Sá, especialmente nesta data para participar das comemorações.

A cada ano se reúnem mais pessoas. Em 2008 éramos cerca de 300. Este ano a festa será no domingo, 26 e estão sendo esperada cerca de 700 pessoas.
        
                  Com estes acontecimentos os corações dos amigos da Causa da Lola chegam a flutuar de regozijo...

        
Tudo por Vós, ó Sagrado Coração de Jesus!


quarta-feira, 22 de junho de 2011

Eu te adoro



Eu te adoro, Hóstia divina,
Eu te adoro, Hóstia de amor!
És dos Anjos o suspiro,
E dos homens glória e honor.

REFRÃO:
Eu te adoro, Hóstia divina,
Eu te adoro, Hóstia de amor!

Eu te adoro, Hóstia divina,
Eu te adoro, Hóstia de amor!
És dos fortes a doçura,
E dos fracos o vigor.

Eu te adoro, Hóstia divina,
Eu te adoro, Hóstia de amor!
És na vida alento e força,
E na morte o defensor.

Eu te adoro, Hóstia divina,
Eu te adoro, Hóstia de amor!
És na terra fiel amigo,
E do Céu, feliz penhor.

Eu te adoro, Hóstia divina,
Eu te adoro, Hóstia de amor!
És meu Deus, excelso e grande,
E dos séculos, o Senhor.


segunda-feira, 20 de junho de 2011

Privilégio sorocabano


           Sorocaba é uma cidade abençoada. Parece regida por uma sabedoria que dá mostras ter escolhido este local para se estabelecer. O dom de saber usufruir dos avanços da modernidade sem perder os bens adquiridos ao longo de grande número de gerações.

Pode parecer uma coisa óbvia, mas, se observarmos bem, veremos que tal riqueza não é bem distribuída no território nacional. O que se tem observado é que, apesar da grande quantidade de informações vindas pelas mais variadas opções de mídia, mesmo que sejam diversas, apenas algumas ideias prevalecem e são inesgotavelmente difundidas em uma transversalidade que atinge todos os pontos da atenção humana.

            Parece que, estando nossas mentes submetidas há algum tempo à mesma informação, ou ideia, fica-se muito fácil esquecer as que já fazem parte do passado, mesmo que num tempo breve. Assim esquecemos rapidamente os fatos, atitudes humanas e até mesmo valores que a bem pouco tempo considerávamos de grandíssima relevância.

Podemos estar prestes a perder a capacidade de fazer juízos de valores, pela falta de uso, da mesma maneira que a vida sedentária torna os nossos corpos cada vez menos ágeis. Tal fato demonstra que para viver os tempos modernos é preciso de muita sabedoria, não apenas conhecimento, mas aquela mesma Sabedoria, tão antiga, de que nos falam os livros antigos e que é acessível a todos os que a procuram com o coração reto, como diz a Bíblia.

            Pois bem, essa Sabedoria se deixa facilmente encontrar em Sorocaba. Todos os dias tenho a felicidade de sorver um gole, às oito e meia da manhã na capela de Santa Cruz, localizada na rua do mesmo nome. Ali se pode aferir o que seja o topo da ascese humana, na pessoa de um homem que atingiu o seu máximo na interatividade com Deus, que é a própria Sabedoria. Pode-se ver claramente, como todas as suas potencialidades se tornam ato no momento em a sua pessoa atua como elo entre Deus e seu povo, na plenitude do seu sacerdócio.  Observando-o, nota-se que é impossível alguém sentir maior conforto, paz mais intensa ou mais completa realização pessoal.

            O que faz encantar de maneira especial é a deliciosa idade desse homem que já passou dos 90 anos, muitíssimo bem vividos ao redor de todo o conhecimento humano que pode dar os livros e a convivência oblativa com exatamente toda a gama de variação dos seres humanos. Toda essa riqueza em Sabedoria acumulada ao longo desses anos é muito bem filtrada, a cada dia, para ser distribuída, em uma dose concreta, num tempo entre cinco e dez minutos de palavras regadas a  simplicidade e bom humor.

            Para quem participa, e conserva o significado real da missa é um estar no céu, e depois, sentir os efeitos concretos de tal experiência.

            Os privilegiados sorocabanos recebem, aos domingos, um carinho a mais. Isto porque às 8 da manhã, a missa é na grande e bem cuidada catedral, com seus belíssimos afrescos, tão eficazes para a didática da fé. Um observador comum não será capaz de avaliar o que terá mais valor, se o talentoso trabalho artístico do século passado ou as expressões mostradas por tantas pessoas ao sentirem as mensagens passadas pelas estampas, que as induzem à meditação: sempre emocionadas, como se as quisessem guardar no fundo da alma, num lugar virtual para onde se pode correr nos momentos difíceis.
Padre Lyrio - Cônego Francisco Lyrio de Almeida - Produtivo sacerdote da Arquidiocese de Sorocaba
          
       As missas de domingo são especiais, como deveriam ser. O padre, o mesmo, prepara um sermão especial, de 15 a 20 minutos do mais alto valor em retórica contido na simplicidade dos humildes de coração; não há como uma alma fiel não se beneficiar, é um carinho recebido pela inteligência.

            Como se já não fosse muito, toda a liturgia acontece acompanhada  pela melhor música sacra erudita cantada por um coral que alia, com simplicidade, o talento, o conhecimento musical e a piedade cristã. Puro enlevo de espírito.

            Este é apenas um dos muitos privilégios do povo sorocabano, que demonstra sempre o seu interesse pelas manifestações das artes, pelo bem invisível, pelo que fortalece o espírito e faz dos corações das pessoas um ninho acolhedor onde a sabedoria se sente confortada. Felizes são as crianças desta cidade, que crescem num ambiente em que o transcendente tem valor.
           
           Que Deus continue a abençoar esta cidade e seu povo.


P.S. O sacerdote acima mencionado é o querido Padre Lyrio, ou melhor, Cônego Francisco Lyrio de Almeida, e o coral, é o chamado coral da Professora Caty, ambos muito conhecidos e considerados.

Clique aqui para ver fotografias do Sacerdote no exercício de sua sublime missão




                                   Giselle Neves Moreira de Aguiar
                                            Sorocaba, 19 de janeiro de 2010

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Hino a São Manoel

        

 Letra de Péricles de Queiroz    

                                         
                             Bendito, sempre bendito,                                     
                           São Manoel o vosso nome!                                
                            Que aplaca a dor do proscrito,                            
                             E a nossa mágoa consome!                                 
                              São Manoel abençoado                                       
                              Mártir, nosso protetor.                                         
                                 Livrai-nos, pois do pecado.                                   
                               Guia-nos ao Bom Pastor!                                    
                
                                            - refrão –                                          

                        Ó glorioso São Manoel o povo inteiro         
                        Desta cidade vos festeja e vos bendiz!        
                         Dela vós sois o grande Santo Padroeiro       
                           Haveis, portanto de querê-la bem feliz!         

                         
                               Protegei o vosso povo                                     
                                Contra os males contra a guerra                       
                                 Dai-lhe um tino sempre novo                           
                                 Para o esplendor desta terra!                            
                                   Glória a Deus que das alturas                            
                                  Ouvireis as orações                                          
                            Dos que, cheios de ternura,                       
        Vos trazem nos corações!     
              
    

 História   


São Manoel viveu por volta de de 340 a 362; nasceu na cidade de Ctesiphonte, na Pérsia, hoje Irã, então governada por Sapor II, terrível inimigo dos cristãos. Seu pai era o Arqui-mago e sacerdote dos ídolos, mas permitiaque sua mulher, cristã, educasse os filhos no cristianismo.
         
Manoel foi enviado a Constantinopla, junto com seus irmãos Ismael e Sabel, para assinar um Tratado de Paz entre sua pátria, a Pérsia e o Império Romano. Baltano, que governava Constantinopla, enviou-os à Roma para tratar diretamente com o Imperador Juliano.
       
Juliano recebeu Manoel e seus irmãos com honras de Estado em seu palácio, tentando seduzí-los à suas crenças por meio do luxo, mas diante da recusa dos embaixadores cristãos a prestar culto ao Sol e a outros deuses pagãos, ordenou que lhes fosse imposta a pena a que eram condenados os cristãos: o martírio.
             
Sendo Manoel o primogênito, foi atravessado com com um cravo de ferro em cada ombro e outro atravessou-lhe de ouvido a ouvido. Seguiu-se à morte dos santos um forte tremor que de terra que soterrou seus corpos antes que fossem reduzidos a cinzas, como queria Juliano.
          
Methaphraste escreve, em 17 de junho, a vida de São Manoel e, em sua obra, conta como como se propagaram os inúmeros milagres atribuídos ao nosso padroeiro. Todo o oriente toma conhecimento da vida gloriosa  de São Manoel, o Padroeiro dos diplomatas. E pela ressonância, 
em toda a Europa, especialmente em Portugal, onde seu nome é  hoje o mais adotado pelos portugueses.
        

História escrita pelo padre Manoel Rodrigues de Faria ( Lisboa, 1846) e dedicada ao 5o. Marquês de Pombal, Manoel José de Carvalho Melo Daum DÁlbuquerque Souza e Lorena. Resumo feito na cidade fundada pelo português Padre Manoel de Jesus e Maria - Rio Pomba, MG.-

       
Segundo folheto divulgado em Rio Pomba, pelo padre Mário Marcelo,
quando pároco da igreja de São Manoel.


Oração a São Manoel


Oh! Glorioso Mártir São Manoel, perfeito modelo de paciência que suportastes toda sorte de humilhações, até derramardes o vosso sangue e chegardes ao ponto de dardes ávida por amor de Jesus, tudo isso com paciência, a mais perfeita; alcançai-nos de Jesus, abraçar sempre com todo amor a pequena cruz das contrariedades e aflições, inevitáveis nesta vida.



À vossa poderosa intercessão recorro cheio de confiança. Ensinai-me a vencer os movimentos da ira e impaciência, aceitando corajosamente as humilhações que as pessoas me fizerem, a fim de provar meu amor ao nosso amável Senhor, Jesus Cristo, a quem sejam dadas todas as honras e glórias por todos os séculos, dos séculos. Amém.






   

    






quinta-feira, 2 de junho de 2011

Novena Eficaz ao Sagrado Coração de Jesus

A Serva de Deus Floripes Dornelas de Jesus, a Lola,  aconselhava a todos os que a procuravam a fazer a "Novena Eficaz". O próprio nome já diz: eficaz, que quer dizer eficiente, capaz de sanar o nosso problema.

É eficaz porque evidencia nossa condição de humildes dependentes do grande amor incondicional que Deus tem por cada um de nós. Desperta em nós a confiança total que havemos de ter no Deus que quis ter um coração humano para ser capaz de sentir como nós sentimos.





Ó  divino Jesus que dissestes: Pedi e recebereis, procurai de achareis, batei e abrir-vos-á; eis-me prostrado a vossos pés, cheio de viva fé e confiança nessas sagradas promessas ditadas pelo vosso Sacratíssimo Coração e ditadas pelos vossos lábios adoráveis. Venho pedir-Vos... (Aqui  se faz o pedido).


A quem pedirei, ó doce Jesus, senão a Vós, cujo Coração é inesgotável manancial de todas as graças e merecimentos?... 


Onde procurarei a não ser no tesouro que contém todas as riquezas de vossa clemência e bondade?... Onde baterei a não ser à porta do vosso Sagrado Coração, pelo qual o próprio Deus vem a nós e nós vamos a Ele?...


A Vós pois, recorro ó Coração de Jesus. Em Vós encontro consolação quando aflito, proteção quando perseguido, força quando oprimido de tristeza e luz quando envolto nas trevas da dúvida.


Creio firmemente que podeis conceder-me as graças que vos imploro, ainda que fosse por milagre.

Sim, ó meu Jesus, se quiserdes, minha súplica será atendida. Confesso que não sou digno de vossos favores, mas isso não é razão para eu desanimar. Vós sois o Deus de misericórdia e nada  sabereis recusar a um coração humilde e contrito. 


Lançai-me um olhar de piedade , eu vo-lo peço. Vosso compassivo Coração achará nas minhas misérias e fraquezas um motivo  imperioso para atender a minha petição. Mas ó Sacratíssimo Coração de Jesus, seja qual for a vossa decisão no tocante ao meu pedido, nunca vos deixarei de amar, adorar, louvar e servir.


Dignai-Vos, ó meu Jesus, receber este meu ato de perfeita submissão aos decretos de vosso adorável Coração, que sinceramente desejo serem satisfeitos, tanto por mim quanto por todas as criaturas, agora e por todo o sempre. Amem.     


Um Pai Nosso, uma Ave Maria, um Glória ao Pai....



“Doce Coração do meu Jesus, fazei que eu Vos ame, sempre e cada vez mais”


Se possível, comungar em cada dia da novena ou, ao menos, no último dia.

Com aprovação eclesiástica -

Serva de Deus Floripes Dornelas de Jesus , rogai por nós